Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Pânico na Renda Variável - Cotações Despencando! Saída do Reino Unido da UE ... O que fazer?

Bom dia Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Durante esta madrugada saiu a notícia da saída do Reino Unido da UE.

O que fazer? A resposta é simples: Nada.

A primeira dica que tenho para estes momentos de turbulência é: Não faça nada sem ter planejado. Não venda. Não compre. Não fique com Home Broker aberto.

Em dias assim eu já vendi na abertura, e em 100% dos casos eu vi uma recuperação após meu ponto de venda. Eu sempre fui um péssimo investidor em renda variável e não tenho vergonha em relatar isto.

Em alguns ativos inclusive eu fui aquele que vendeu na menor cotação, e isto já aconteceu mais de uma vez.

Portanto, para quem opera a curto prazo: Não faça nada neste momento de queda abrupta, se você esta comprado. Se você esta vendido, parabéns.

Para longo prazo, nem preciso falar nada: É apenas mais uma das inúmeras notícias que derrubarão cotações, mas, para quem compra valor e não se preocupa com preço, isto não é nada, e mesmo em grandes catástrofes nas cotações no curto prazo, quando você avalia um gráfico de longo prazo vê que as grandes quedas nem foram tão grandes assim.

A movimentação acredito que esta tão grande, que até a minha corretora esta apresentando problemas e falhas no site.

Eu estaria  desesperado ...

Nos Fundos Imobiliários: Normalidade total. Sem impacto com a notícia ‘desesperadora’.

Até fiquei em dúvida se haveria alguma queda maior, principalmente nos FIIs de Agências Bancárias (SAAG – Santander), mas nada ocorreu, até este momento (10:40), mantendo a movimentação normal dos Fundos Imobiliários, alguns caindo, outros subindo, mantendo o balanceamento do meu portfólio.

E relembrando uma das dicas sempre repetidas no blog: Nunca opere por Notícias.

Lembra do exemplo do jogo de ‘Rouba Monte’? Hoje é mais um dia clássico onde quem é esperto comprou o desespero, roubando o monte de quem estava desesperado e vendeu a qualquer preço no leilão de abertura.

Esta é a tranquilidade do investimento Buy & Hold de longo prazo, pensando em valor, não em cotação ...

Nunca deixe um investimento alterar o seu humor! Se esta alterando, alguma coisa esta errada.

E aí, como estão as coisas para você no dia de hoje? Tranquilo? Desesperado? O que mudou esta notícia?

Um grande abraço e excelente sexta-feira.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

quarta-feira, 22 de junho de 2016

O Tédio dos Juros Compostos Até o Enriquecimento: Haja Paciência ...

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Minha vida financeira esta mais chata do que o programa do Faustão.


Não tenho muito a comentar com vocês: Não fiz nenhum trade espetacular, não corri grandes riscos na renda variável, não aproveitei nenhuma queda de cotação, não descobri nenhuma Ação ou FII que será a ‘bola da vez’, não fiz nenhum giro no meu portfólio.

É o que eu venho dizendo sempre: Simplicidade, atuar na carteira de forma passiva, e tempo ... Não tenho nada mais a fazer, é quase agir em modo automático mesmo.

Tá vendo como é chato ficar rico? É por isto que muitos cursos de Forex, Trade, Ganhe R$ 10.000,00 por mês são vendidos, enriquecendo os autores dos cursos, que conseguem vender esta ilusão a quem compra, até se endividando para isto usando o limite do cartão de crédito.

Por incrível que pareça, a cada vez que olho o valor em custódia tenho uma surpresa, pois vejo os valores sempre subindo.

Eu venho perdendo a noção de quanto dinheiro tenho lá na corretora ...

No último fechamento era R$ 117.000,00.

Nem lembro quanto aportei este mês, continuo vivendo do mesmo jeito (fiz manutenção no meu carro e neste mês até viajei), e hoje acessei o Home Broker para fazer compras e já vi R$ 123.000,00 e uns quebrados.

Como ‘pulou’ de casa assim? Eu nem vi passando dos R$ 121.000,00 para os R$ 122.000,00 direito!

É muito bom acessar e sempre ver uns ‘pingados’ caindo na minha conta, o ‘grosso’ mesmo cai entre os dias 13 a 17 do mês, mas nos outros dias alguns FIIs vem depositando e engordando minha conta.

Não tenho dúvidas que eu dependo do tempo p/ conseguir meus objetivos, pois, a cada mês meu investimento esta se pagando. Pelas minhas contas de ‘padaria’, são necessários 10 anos para que este investimento seja pago, ou seja, é investimento de longo prazo mesmo, alguns até diriam médio prazo (eu que sou muito ansioso digo  longuíssimo prazo).

As compras de hoje: Um aporte quase simbólico, eu vi em conta cerca de R$ 118,00 e pensei: O que vou comprar com isto?

Pensei em usar de troco em FLMA11 ou FFCI, mas pensei: Ah, quer saber? Semana que vem tem receita alta dos Dividendos da Sociedade + Salário, não é possível que eu não consiga passar 5 dias com R$ 500,00 em conta ...

Aí depositei R$ 270,00, que juntando com os R$ 118,00, fruto de dois FIIs retardatários (pagamento final do mês), possibilitou que eu fizesse compras simbólicas de MXRF (2 cotas), SDIL (3 Cotas), e um troco para comprar FFCI (15 Cotas).

O importante é manter este hábito, qualquer sobra, eu vou lá e aporto. E que se dane o resto, as notícias, tudo. Estou comprando minha carta de liberdade.

Resultado geral: R$ 396,00 investidos, que conforme últimos resultados dos Fundos Imobiliários citados gerarão renda de: R$ 4,10.

SDIL esta com módulos vagos que eram locados à BRF, que entregou alguns galpões. O FII continua mantendo pagamento de R$ 0,60 por cota, usando para isto a multa pela vacância destes galpões da BRF, que foi dividida em parcelas, então haverá mais 5, 6 meses mantendo este patamar, e é um tempo extra p/ que o administrador consiga alugar estes galpões, o que esta sendo bem difícil neste momento de crise.

MXRF continua pagando bem, é um FII todo bagunçado, mas o que importa é o dinheiro ao final do mês.

FFCI um FII de cotação muito baixa (muitas cotas), bons imóveis, mas com os valores que tenho investido são muito pequenos eu não me preocupo tanto, olho apenas o Yield dele mesmo, e uso ele como ‘depósito de troco’, pois quando preciso comprar alguma coisa e falta alguma coisa (Exemplo: Falta R$ 10,00 para comprar um FII que quero), vendo as cotas dele para não ter que fazer novo depósito ou deixar de comprar o que quero.

Próximas compras ... Seguindo o plano, nem olho o preço, não estou nem aí para quem acha que vou me ferrar não olhando preço, não me preocupo mesmo, quero acumular cotas, patrimônio, renda, imóveis, tudo que eu puder acumular que gere valor e pronto.

Na ordem: MXRF (fecharei posição num limite X definido), SDIL (não estou nem aí se a BRF vai sair e vai ficar vago), BBFI (vale uma entrada pelo imóvel vago em Brasília, que se dane o Yield e o preço da cota, quero fazer parte deste empreendimento), AEFI (contrato atípico, já tenho, quero mais cotas), KNCR (já tenho, quero mais cotas), PLRI (eu teria entrado a R$ 100,00, subiu muito, então ficou no final da fila, entrada com menor capital, pois esta próximo do VP e não conheço tão bem o FII), ALMI (a Petrobrás já esta saindo deste FII, que detêm 40% da Torre Almirante, mesmo eu tendo BRCR que detêm os outros 60% deste empreendimento, quero ter um pedaço do ALMI, mas este é final da fila mesmo, pois apesar do alto Yield, é risco bem parecido com XTED – Que tive que encerrar posição, infelizmente – e XPCM. Este será um FII de maior risco pela vacância anunciada, mas, em uma localização privilegiada e um prédio que  meus olhos até brilham vendo as imagens).

Vale ressaltar que não indico nada, pois não tenho conhecimento suficiente e muito menos ganho alguma coisa se vocês comprarem (muito cuidado com indicação de micos em Ações e FIIs também), na verdade é pior pra mim, pois pagarei mais caro, apenas exibo meu planejamento, que pode ser alterado.

Vi dois novos FIIs que chamaram a minha atenção, mas, por enquanto não pretendo ter novas entradas, pois voltarei a comprar tijolo e a aportar nos meus 10 melhores FIIs, os mais seguros.

Estou sendo muito sincero, gosto demais de ver o valor da minha custódia subindo, mas eu sei que chegará uma hora onde o saldo cairá em alguns meses, e os novos aportes cobrirão este valor de queda, junto do reinvestimento dos aluguéis recebidos.

Se a porcaria do Governo taxar os FIIs, não terei outra alternativa, não daria nem tempo de vender tudo às pressas, pois tenho mais de 30 FIIs em carteira.

A lógica é bem simples: O valor aplicado, que saiu do meu bolso, esta pagando mais que a poupança? Sim. Ótimo. Estou no lucro.

Se a renda cair em 20%, tranquilo! Vou ter que comprar mais para aumentar a minha renda.

E é assim amigos que estou tocando a minha vida financeira, tentando não complicar as coisas, fazer o simples mesmo, pois passo longe de ser um bom investidor em renda variável.

Projeto Digital:

Este danado esta me dando um trabalho muito grande, mas, no momento cheguei na fase boa onde já montei meu produto / serviço e começarei a divulga-lo (faltam pequenos ajustes).

Caso dê errado, vender toda a minha ‘empresa’ já é algo possível, pois é um produto / serviço, que, se tiver clientes, gera lucro.

O custo de manutenção é muito baixo, o custo com divulgação depende do quanto estou disposto a investir em marketing, seja via internet, seja via panfletagem ou outros meios.

Se optar por algo fora da internet p/ divulgar, terei que contratar alguém para criar algo mais profissional, uma logomarca, um texto chamativo, como fiz no meu primeiro empreendimento digital, a diferença foi: Criei e comprei mais de 1000 panfletos, e não os distribuí ... Falha totalmente minha mesmo, mas, como disse, as ferramentas que criei para administrar o meu site começaram a vender mais que o próprio site e com menor esforço, então simplesmente investi no que gerava mais lucro com menor tempo.

Para ganhar dinheiro digital sou muito preguiçoso, ou seja, tentarei automatizar ao máximo e criar algo que funcione praticamente sozinho, com pequenas intervenções / ajustes.

Trabalho:

Continuo na mesma linha de mostrar resultados, mas não tenho tantos projetos como no ano passado e tenho delegado mais as atividades, pois eu fazia muitas coisas técnicas, e agora estou fazendo mais o meu papel de gerenciar e acompanhar as atividades, para ver se elas estão no tempo, e ajudando naquelas que estão com algum obstáculo.

Isto possibilite que eu tenha mais tempo para mim, para fazer marketing pessoal (ainda fazendo pouco, preciso fazer mais), e para ter novas ideias mesmo, gerando mais valor à empresa.

Venho saindo no horário, não lembro a última vez que fiquei até tarde, o que é algo muito diferente do ano passado, onde sair de 19:00 às 20:30 era meu horário mais comum.

Mudar de empresa, é algo que venho pensando, mas no momento de crise e meu momento pessoal não o permitem, salvo se eu for demitido (é uma possibilidade mesmo que pequena, pois estamos em crise).

Mas, pensando até mesmo no pior caso que seria uma demissão, sinceramente falando, eu ficaria triste, com certeza, mas não teria preocupações, pois meus rendimentos já pagam com muita sobra os meus custos fixos e possibilitariam que eu mantivesse a mesma rotina atual.

Eu até arrisco a dizer que eu poderia ter sim um momento de “Semi-IF”, mas não consigo fazer isto pois a renda maior hoje é proveniente dos Empréstimos Garantidos, que são de alto risco, e nos Fundos Imobiliários ainda preciso reinvestir durante alguns anos para que a renda continue crescendo.

Não adianta pressa, querer passar os ‘bois na frente da carroça’, preciso de tempo.

Com a venda das casas, mesmo mantendo o dinheiro aplicado na poupança, minha renda passiva passaria a ser maior que a do meu Salário, e com metade do meu salário eu já viveria bem nas condições atuais, então já vislumbro sim a Independência Financeira chegando, num modo simples de viver, mas sabendo que ainda muita coisa irá mudar, ou seja, ‘muita água passará por debaixo desta ponte’, pois eu planejo ter um filho daqui há algum tempo, vou querer mudar e comprar uma casa, então ainda não é hora de pensar em ‘pendurar as chuteiras’ no trabalho, pois ainda há muito chão a percorrer.
  
Renda Variável:

Eu gosto do blog do Tetzner, mas até ele que já vive da renda dos FIIs (segundo ele próprio diz), mas tem algumas coisas que ele escreve que me desanimam.

Um pensamento de sardinha que ainda emana do corpo dele (desculpem, estou assistindo Cavaleiros do Zodíaco, sei que tenho 30 anos, mas estou revendo a Saga de Hades), onde ele noticiou informações ‘bombásticas’ do FII PLRI, que havia ‘ordens de venda pesadas’ de dois grandes bancos, ou seja, ‘tocou o terror’ para quem acompanha o FII.

Por isto que sigo muito a linha Bastter mesmo, pois ele não fica olhando book de compras igual o Tetzner. O mesmo vale p/ o Nod que é do blog do Bastter, pois ele tem um bom conhecimento de FIIs e realmente ajuda as pessoas a se livrar deste conceito do preço em investimentos.

Quem quer entrar no mundo dos FIIs, muita atenção, saiba filtrar o que você lê.

Ainda no blog do Tetzner, nunca li tantos comentários inúteis quanto do usuário “AhChaves”, é inacreditável como só diz besteiras e a maioria aplaude. Parece que é contratado do blog para ficar lá escrevendo besteiras, já li tanta coisa que até desanima. São coisas do tipo “Vender um ativo pois o preço subiu muito para usar o dinheiro num FII que caiu muito” ... Não tenho paciência para isto, ou seja, esta tirando o dinheiro do ativo que esta bom, refletindo na cotação, o que é mero detalhe para quem investe baseado na renda, para colocar o dinheiro em FII que esta desvalorizando ...

O Tetzner deveria educar a galera, como faz o Nod, mas ele tenta passar a imagem de ‘bonzinho’, ‘gente boa’, para manter os leitores no blog dele, claro, comprando os cursos e análises ...

É muita gente fingindo que sabe investir em FIIs, mas que nos bastidores esta fazendo trade, vendendo no prejuízo e se diz bom em análise.

Não que eu seja bom nisto, passo longe disto, mas pelo menos agora eu sei o que estou fazendo, e seguirei a mesma linha.

Claro leitores deste humilde blog, vocês podem não concordar totalmente comigo, é apenas uma impressão pessoal minha sobre ler o blog do Tetzner, mas, lá tem alguns caras realmente bons, e que vale a pena ler os comentários, um exemplo é o Wakabayashi, com algumas análises muito sensatas. Estão vendo que dá para filtrar o que você pode usar?

Saúde:

Indo 100%, estou aos poucos introduzindo melhores hábitos alimentares, como, por exemplo, cortar os ‘biscoitos recheados’.

E no momento, já vou postar aqui, pois estou indo para a academia ...

Já trabalhei nos Projetos Digitais, e agora é hora de trabalhar a Saúde.

Estou me sentindo bem melhor, entrar na academia foi a melhor coisa que fiz.

Ps.: Estou demorando um pouco mais a responder, por cansaço e por que bloquearam a plataforma Blogger em meu trabalho ... Agora só pelo celular durante o dia.

Um grande abraço e excelente quinta-feira.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

domingo, 19 de junho de 2016

Rapidinhas do VDC - Situações Cotidianas que nos Levam ao Empobrecimento

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Rapidinhas do VDC (um tipo de post diferente que estou estreando no blog) trará algumas notícias rápidas que mostram cenas cotidianas de como estamos indo rumo ao enriquecimento, ou ao empobrecimento ...

Caso 1: Em Assuntos Financeiros, Não Confie em Pessoas! Nunca!

Este aqui ocorrido na semana anterior, com uma pessoa muito próxima a mim, que é meu pai, pessoa esta que admiro muito pelos investimentos feitos e tudo o que conquistou, partindo do zero para ter uma aposentadoria tranquila através de aluguéis, mas que nesta situação específica ‘pisou na bola’ se tratando de análise de riscos e perda financeira.

Como sabem, para execução dos projetos de construção eu sempre adquiro geladeira e fogão usados, que são usados durante todo o período da obra, e que ao final da obra eu vendo.

Após terminarmos a construção, ambos os itens estavam na casa de meu pai, e a minha irmã, que esta abrindo mais uma loja, pediu para ficar com a geladeira, pagando o valor que a adquiri.

Esperamos várias semanas e nada da minha irmã buscar e nem mesmo permitir que eu levasse e a entregasse na cidade dela (mesma cidade que construo), e meu pai já sem paciência para manter fogão e geladeira na casa dele (em meu apartamento não seria possível guardar), e eu sem tempo de criar anúncios no OLX para a venda, ele acabou fazendo um péssimo negócio: Vendeu ‘fiado’.


Nada contra quem mora de aluguel em barracões de baixa renda, mas o que aconteceria era bem claro, até mesmo a Vovó Mafalda e o Palhaço Bozo já sabiam que estava "na cara" que seria prejuízo.

A pessoa que comprou, empregada doméstica, realizou uma faxina na casa dos meus pais, casa grande, e durante esta prestação de serviço meu pai comentou sobre os itens à venda.

Ela então pediu para ficar com geladeira e fogão para repassar a um familiar dela que mora em área de periferia, e que no Domingo faria o pagamento combinado (R$ 300,00).

O pior: A faxina custou R$ 100,00. No pior dos cenários meu pai deveria não ter dado dinheiro a esta pessoa, e a divida ficaria em R$ 200,00, mas além de já levar geladeira e fogão no mesmo dia, ela pediu para receber o dinheiro pois precisava dele p/ outras compras ... E a bondade do meu pai falou mais alto.

Outra coisa que critiquei meu pai foi: Qual Domingo seria feito o pagamento? Era o Domingo passado, seria este Domingo (19/06) ou qual a data certa do pagamento combinado? Meu pai não definiu data certa.

É a combinação perfeita do prejuízo: Vontade de se livrar de algo (geladeira e fogão ocupando espaço), ingenuidade, confiança demais em pessoas desconhecidas,  e no final uma pessoa ‘esperta’ que se dará bem em cima da bobeira de outra.

Já alertei meu pai, p/ não perder tempo cobrando (e ele não faria isto mesmo), pois R$ 300,00 é um valor baixo para ele e para mim (felizmente), mas, fica a experiência e mais este prejuízo, e o que me deixou mais nervoso foi saber que os itens eram meus (eu comprei com o dinheiro investido na obra, tanto que contam nos gastos totais que tive, além de que na geladeira foi preciso realizar uma carga de gás que custou R$ 170,00 no início da obra), e meu pai sequer pegou o telefone e me ligou para dizer “olha, estou vendendo os itens nestas condições, você esta de acordo? O pagamento será feito posteriormente à retirada ...”, pois com certeza eu não permitiria a negociação, e diria que os itens poderiam ser retirados somente com o pagamento.

Prejuízo para quem? Meu pai disse que ficará com ele (ele assumirá), mas por mais que ele tenha boa situação financeira, não vou pedir para ele me pagar o roubo de outra pessoa, então menos R$ 300,00 p/ entrarem na conta do VDC ...

Resumo da História: Nunca, absolutamente nunca empreste dinheiro p/ pessoa física, coisas ou venda ‘fiado’ para pessoas que você já saiba que não terão condições financeiras para pagar, ou cujo valor seja alto. R$ 300,00 é baixo para mim, para meu pai, mas para quem paga aluguel de R$ 400,00 mês é muito dinheiro, e se puder ficar com eles, ou seja, não pagarem o valor devido, eles não pagarão.

Não sou eu que digo, são as estatísticas e probabilidades. Quantos casos não vemos assim no dia a dia?

Estou sendo um pouco generalista? Sim. Mas, prefiro pecar pelo excesso de proteção do que arcar prejuízos desnecessários como este, e evitar problemas piores como cobrar dívidas.

Ps.: Meus empréstimos financeiros (os que aloco aos meus ‘clientes’) são diferentes deste caso, pois empresto p/ conhecidos de mesmo nível social e que tem bens em seus respectivos nomes, além de ter negócios adicionais (não dependem exclusivamente do salário) que com o empréstimo conseguem gerar retorno maior do que a taxa que é paga para mim. Apesar disto, é sim um risco muito alto, estou ciente disto, e sempre trabalho para minimizá-los.

Caso 2: A famosa Conta do Bar / Restaurante:

Este caso ocorreu comigo com pessoas diferentes umas 3 vezes, e pretendo ao sair com amigos / conhecidos já pensar em estratégias que permitam eu pagar somente o que eu consumir. 

Na maioria das vezes que saio, cada um paga a sua respectiva conta, mas, em encontros com pessoas diferentes, podem ocorrer o famoso ‘dividir a conta entre todos, dividindo em partes iguais a todos os presentes'.

Primeiramente: Eu não bebo, pois na maioria das vezes estou dirigindo, e na verdade conheço pouco do mundo do álcool. Posso dizer que gosto de uma cerveja, que é a Heineken, mas tenho mais costume de beber uma vez ou outra durante a semana, em casa, com algum tira-gosto.

Uma vez fomos eu, minha esposa, e conhecidos a um famoso bar em minha cidade.

Digamos que se tratava de um rodízio de preço fixo, no que tange à comida, mas as bebidas eram cobradas à parte.

Eu e minha esposa: No máximo 2 sucos / 2 refrigerantes, calculando para cima R$ 5,00 cada, seria R$ 20,00 + digamos R$ 100,00 (R$ 50,00 rodízio por pessoa) + os 10% do garçom totalizariam R$ 132,00.

Mas aí ... Os ‘namorados’, ‘noivos’ das demais amigas: Doses e mais doses de whisky, cerveja à vontade. Lembro que cada copinho era uns R$ 14,00 ... Onde eu pagaria R$ 14,00 num copinho de qualquer coisa, sendo que já estava num lugar que achei muito caro, mas, era uma ocasião especial ...

Aí chegou a hora de ir embora: Ninguém com coragem de dizer “Cada um paga o que consumiu”. E nem eu disse p/ não ficar como 'O Chato', 'O Pão-Duro'.

Aí fica naquele “divide” ou “cada um paga o seu”, e a maioria dos caras  bêbados decidiram dividir a conta para todos, ou seja, total dividido pelos participantes.

Uma conta que seria de R$ 132,00 vai para R$ 180,00.



O pior: Se eu já pagaria caro, poderia ter pedido mais refrigerantes, mais sucos e outras coisas à parte, sobremesa talvez, mas ... Não pedi! Fui economizar para mim, acabei pagando a conta dos outros.

Resultado: Nunca mais saí com estes casais, e sempre que chamam eu falo alguma desculpa, não somente pelo preço, pois no dia foi bem chato mesmo, além da raiva da conta, pois eles foram espertos em cima de mim, e de outro colega que também não consumiu nada (casal) e ficaram sem graça e tristes, pois eu notei.

Resumo da História: Se sair com amigos beberrões, já negocie antes que bebidas serão à parte, preferencialmente com comandas separadas por casal. Se não aceitarem, não saia.

Nós trabalhamos muito para juntarmos nosso dinheiro, aplicarmos, sofremos por não sermos parte da Matrix e definitivamente não somos obrigados a pagar a conta dos outros!

Os casais e amigos que gosto de sair, sempre dividem de forma benéfica a todos ou de forma que cada um pague aquilo que consumiu, e não ficam envergonhados na hora de fazer a soma de cada item para separar os valores.

Finalizando:

Para não ficar muito grande o texto e eu ter que trocar de ‘rapidinhas’ para ‘demoradinhas’, encerro por aqui.

Amigos poupadores, temos que nos proteger da Matrix e daqueles que tentam levar embora o nosso dinheiro.

Devemos pagar aquilo que consumimos, não devemos deixar que ‘espertos’ levem vantagem sobre a gente.

Devemos sempre estar atentos protegendo o nosso dinheiro e reduzindo nossos custos, pois como é sabido nosso dinheiro atual é aquele que irá crescer e irá comprar o nosso tempo daqui uns anos, quando atingirmos a Independência Financeira.

E você, já passou por alguma situação assim?

Um grande abraço e excelente semana!

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

quinta-feira, 16 de junho de 2016

R$ 1.205,00 Mensal em FIIs (Reinvestimento Junho) + Experiências na Renda Variável + Cálculos de uma Semi-IF ...

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Este blog e a troca de ideias com os demais colegas investidores é muito boa.

Parece que estou trabalhando com mais garra, tendo um plano a ser seguido, metas a serem atingidas, com estratégia e compartilhando meus acertos e erros, que servem de base p/ que eu vá alterando o plano p/ que ele melhor se adapte ao que espero (Independência Financeira) ao longo do tempo e com as mudanças de cenário.

Neste exato momento: Trabalhando e criando tudo que preciso p/ alavancar a minha Renda Digital (que sinceramente no papel tem tudo para dar certo, na prática, é um risco que estou disposto a correr p/ ver).

Darei uma pequena pausa para ir à Academia (Saúde é uma das bases do plano).

Com o tempo extra que sobra em atividades que faço e que obrigatoriamente preciso aguardar alguns minutos, e o que pensei? Vou escrever p/ o blog.

Para aqueles que estão acompanhando a minha saga em busca do milhão, já devem ter percebido a simplicidade na minha estratégia: Trabalhar, aportar, reinvestir a renda recebida passivamente, viver com equilíbrio e simplicidade, buscar ser mais saudável, praticar esportes, academia e buscar uma alimentação mais balanceada (esta segunda parte ainda esta em planejamento).

Meu carro chefe no aumento patrimonial continua sendo a Construção (não é atoa que meu blog tem este nome), apesar do momento econômico ruim, fico tranquilo sabendo que tenho dois imóveis prontos para venda e que protegem meu patrimônio.

Considero como VP ( Valor Patrimonial) de ambas as casas o montante de R$ 460.000,00, que compartilho em todo fechamento mensal.

Se eu vendesse as casas neste momento, aplicando em Renda Fixa todo este montante, a uma taxa de 1% ao mês, já seriam R$ 4.600,00 a mais por mês, e juntando com a Renda Passiva atual (que chegou algumas vezes à R$ 4.000,00 com a ajuda da Renda Digital), já seriam R$ 8.600,00 ao mês, ou seja, estaria bem próximo do meu objetivo de R$ 10.000,00 mês (sem trabalhar).

Seria esta uma 'quase' Independência Financeira?

Penso que sim, pois, com toda esta Renda Passiva, em conjunto com meu Salário atual, gerariam aportes consideráveis e aumentariam a velocidade do crescimento do meu patrimônio.

É importante mencionar também que, em teoria, transformando este investimento nas casas em aplicação líquida, meus ganhos mensais de Renda Passiva ultrapassariam, pela primeira vez, meus ganhos fixos (Salário).

Se eu conseguir fazer esta Renda Digital gerar R$ 3.000,00 mês ou mais ... Penso que 'me aposentar' já começaria a ser uma ideia a ser pensada ...

Fico preocupado em saber que minhas casas estão paradas atualmente e estou deixando de receber renda? Não.

Estes R$ 460.000,00 são brutos, sem a taxa de Giro de Patrimônio, ou seja, quando eu vender as casas, com certeza este valor que considero em meu patrimônio será reduzido, talvez até em R$ 20.000,00 por casa, pois provavelmente terei que ofertar desconto p/ fechar uma venda, e também por ser obrigado a pagar o Imposto de Renda, que consumirá 15% do meu lucro líquido.

Enquanto mantenho o patrimônio imobilizado sem a venda das casas, meu foco passou a ser a Renda Variável, mas como não consegui acompanhar tranquilamente o sobe e desce das cotações das Ações, sem saber quando, quanto e como seriam distribuídos dividendos, encontrei nos Fundos Imobiliários um forma de gerar Renda Passiva mensal através dos aluguéis.

Não que dividendos sejam tão importantes para quem investe em Ações. Na verdade, uma empresa que distribui dividendos não tem planos ou não precisa utilizar aquele dinheiro ‘supérfluo’ em caixa para financiar outros projetos / negócios, o que pode ser considerado benéfico por uns, ou nem tanto por outros, afinal, o objetivo para um investidor em Ações não deveria ser dividendos em si, e sim a possibilidade de aumento patrimonial através de uma maior geração de lucro pela empresa, que em consequência traria aumento no preço das cotas, que significa aumento patrimonial ao investidor.

Na Renda Variável, eu busco o crescimento exponencial, utilizando os fatores Tempo + Reinvestimento + Novos Aportes, desconsiderando a Rentabilidade, pois nesta fase de acúmulo  o que importa mesmo é aumentar o valor dos Aportes, e não a maior preocupação da maioria dos investidores (Rentabilidade). É sim um conceito difícil de ser entendido, e eu mesmo ainda não o entendi por completo.

Este mês (Junho) tive mais uma alegria ao verificar a renda dos Fundos Imobiliários, com valores acima de R$ 1.000,00. E o melhor: Ainda falta receber a renda de alguns FIIs, provisionados para a próxima semana.       
Estão entendendo esta parte? Vejam o famoso Reinvestimento, o famoso conceito de Juros Compostos! É a minha pequena bola de neve crescendo!

O mais interessante em já ter alcançado esta cifra, é que independente de Novos Aportes, eu sempre estarei Aportando, pois, convenhamos, Aportar R$ 1.205,00 por mês (esta é a previsão que tenho de rendimentos p/ o próximo mês considerando os valores distribuídos nos FIIs neste mês de Junho), sendo este valor Renda Passiva, é algo que já é sim considerável.

Para quem gosta de analisar minhas compras, este mês com os reinvestimentos eu aportei em mais um FII de Papel, o CPTS11B. Lógico, a cotação caiu quando comprei (sempre cai, impressionante!). Não faz diferença para mim a cotação, e sim as perspectivas futuras de continuar pagando aquele rendimento, bem como de aumento patrimonial (Lembrem-se sempre: FIIs de Papel tendem a não ter grandes variações nas cotações para cima, mas em contrapartida pagam excelentes rendimentos, acima de 1%.

Com as minhas compras atuais, só penso no quanto de renda eu receberei no próximo mês (claro, eu analiso o FII antes de comprar e sigo meus critérios). Não fico aguardando ordens serem executadas no ‘preço que eu quero ou acho justo’, é a minha estratégia. Eu pago o que o mercado esta pedindo, pois pelo que planejei para mim, pelo investimento de longo prazo, serão diferenças pouco significantes, exceto em ativos c/ grande spread (diferença entre o preço de compra e de venda).

Percebam que o que vem me deixando cada vez mais motivado e disposto é justamente ver este aumento da Renda Passiva mês a mês. Como não ficar feliz vendo isto? Estou em tendência de alta, graficamente falando, na análise da Renda Passiva mensal.


Como citei anteriormente, a Rentabilidade não é importante na fase inicial de acúmulo, mas, estou tendo ganhos em meu capital aplicado de 3,65% ao mês, considerando o montante aplicado (que saiu do meu bolso) e o que venho recebendo mensalmente em Dividendos da Sociedade + Fundos Imobiliários.

Considerando somente os Fundos Imobiliários, estou realizando 1,11% ao mês.

Duas considerações: Na Rentabilidade total (3,65%), hoje eu percebi que minha fórmula no Excel estava apontando para valores antigos, e não para o mês atual, por isto vi que aumentou significativamente quando corrigi a fórmula.

Já nos Fundos Imobiliários, o aumento na famosa Rentabilidade tem uma explicação: Como estou muito focado em aumento de Renda Passiva mês, estou alocando os Novos Aportes e Reinvestimento em FIIs de Papel.

VDC, por que você faz isto? Por que neste momento eu busco o Aumento da Renda Passiva mensal (através dos FIIs), e após fechar todas as minhas compras de FII de Papel, voltarei a concentrar esforços na compra de outros tipos de FIIs, principalmente FIIs de Tijolo.

Na Renda Variável, a cada dia que passa tenho a sensação de que na verdade a Bolsa de Valores se trata de um ‘jogo de rouba monte’, ou ‘jogo de paciência’, como já citado em outros sites.

Somos levados ao limite. É um teste psicológico muito forte. Eu fui reprovado neste teste, várias vezes. Continuar insistindo no erro? Não mais (apesar de ver BBAS3 custando R$ 16,00, e sentindo aquela velha vontade de comprar e esperar para vender em R$ 21,00 ...).

Mas este erro por parte foi causado por mim mesmo, pois eu focava em preço, ao invés de focar em valor, como venho fazendo agora e tem dado certo.

Escrevi também alguns posts antes sobre notícias relacionadas a investimentos, e como elas são prejudiciais a investidores ‘medrosos’ como eu já fui.

Exemplo desta semana: Analistas recomendaram venda de XPGA, um dos FIIs de Papel que tenho, devido a um possível calote ou renegociação de um dos CRI da carteira, peso de quase 10%. Vamos exemplificar o ‘eu’ de antes e o ‘eu’ de agora:

Antes: “Nossa, vai cair o rendimento, a cotação vai cair também. Tenho que vender e aplicar em algo melhor, ou esperar para recomprar”.

Resultado: Teria comprado as cotas em R$ 80,00 e vendido com medo em R$ 76,00, depois de alguns dias de queda. Teria usado o valor para comprar outro FII. E hoje vendo XPGA subindo 3% e fechando a R$ 79,00 ficaria revoltado comigo, com grandes chances do novo FII que eu teria comprado ter tido queda na cotação ...

Agora: “Não faço nada”. Para mim, XPGA ainda mantêm o valor, esta dentro dos meus critérios, e, mesmo com uma redução de renda momentânea, permaneceria comprado ... Talvez até aumentaria posição se vislumbrasse melhoria nas perspectivas do fundo, mas, não compraria baseado no preço e sim nos fundamentos.

O mesmo ocorrerá com o NSLU (FII de Hospital): “O inquilino não pagou o aumento no aluguel, entrarão na justiça e não haverá aumento de distribuição por cota”.

Lembram que eu falei sempre que NSLU estava na minha lista de compras, mas que pela cotação estar esticada (cara) eu estava deixando ele no último lugar da fila de aportes? Por mais que eu não considere tanto o preço, entre os ativos que pretendo comprar eu faço esta análise, para ver o que é melhor comprar naquele momento, pois já tenho meu plano de investimentos, então não preciso ficar analisando, já o fiz anteriormente e basta seguir o que planejei.

Não fico nem um pouco triste ao saber que a cotação caiu de R$ 230,00 para R$ 209,00 em 3 dias. Estou achando é bom! Talvez caindo mais poderei aumentar a posição como quero fazer, priorizando ele em relação aos demais FIIs que aguardam meu aporte.

E o melhor disto tudo é estar tranquilo, conseguir dormir a noite, e não ter que ficar fazendo gestão ativa no meu portfólio (não critico quem faz gestão ativa e nem quem investe em Ações, é claro, pois foi comigo que não funcionou bem, definitivamente não se encaixa no meu perfil).

Este outro gif exemplifica bem meu antigo comportamento na Renda Variável ...


Nota: Projeto Digital em curso, me gerando grande trabalho! Estou trabalhando aos poucos, pois nesta semana, retornei de férias, tenho dormido pouco e não tenho tido tempo para assistir séries / desenhos (não quero pegar tão pesado comigo, estou com 30 anos, estou ficando velho e mais cansado).

Para não ficar sobrecarregado, estou fazendo um passo de cada vez, seguindo meu planejamento definido, sem estresse e sem prazos, sem me cobrar demais.

Se este Projeto Digital der certo, pode ser o meu primeiro passo no objetivo de uma Semi-Independência Financeira: Quero morar numa cidade menor, em uma casa, que tenha espaço para churrascos e quem sabe até uma piscina ... E quando atingir meus R$ 10.000,00 de Renda Passiva mês, terei esta escolha disponível.

Grande abraço.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Os Primeiros Passos da Minha Mini Empresa de Renda Digital - Se é Para Ficar Rico, Vamos Tentar Direito ...

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

23:40 da noite, um frio congelante e onde esta o Viver de Construção? Trabalhando em casa! Tirando as ideias do papel e colocando em funcionamento. Não vou nem revisar o texto, hora do meu descanso ... Perdoem os erros, mas eu queria escrever agora e postar 'correndo', pois eu durmo cedo e estou atrasado.

Algumas pessoas que eu havia contado sobre meus planos de ganhar dinheiro online já riram de mim, fui motivo de chacotas, assim como fui quando falava de forma entusiasmada sobre os benefícios de investir em ações a longo prazo.

Na verdade, em muitas ocasiões já riram dos meus sonhos, mas e agora? 900K de patrimônio. Aos poucos, chegando ao milhão. Hoje eu que fico rindo internamente, e as pessoas que riram e que tiveram a chance de conhecer um pouco dos meus planos e das ‘ideias malucas’, hoje me respeitam e buscam informações sobre o que estou planejando, meus próximos passos (e eu não conto nem sob tortura, 'nego até a morte'):

“Você viu as taxas do Tesouro Direto? Vale a pena comprar agora?”

“E os projetos digitais lá hein, podia me dar uma moral, preciso aumentar a renda” (não se trata dos colegas do blog, e sim de algumas das pessoas do trabalho, que eu, no auge de toda minha ingenuidade, contei sobre meus estudos, testes e dinheiro gerado, no trabalho e que viraram concorrentes ferrenhos no que eu fazia). Quando se trata de dinheiro amigos, todo cuidado é pouco, evitem ao máximo contar qualquer detalhe.

Tudo pra mim já deu errado, já tive ideias, formulei planos e convidei pessoas a participarem comigo em projetos, alguns em imóveis, outros em bolsa de valores, outros em renda digital. A resposta era sempre a mesma: Ou enrolação em dar a resposta, alguma desculpa esfarrapada ou risos.

Não é atoa que eu gosto de fazer meus investimentos sozinho, pois, quando eu precisava de ajuda, ninguém me estendeu a mão, somente meu pai que me ajudou no máximo que ele podia, e sou extremamente grato a ele sempre. Se eu fosse uma dupla sertaneja seria “Eu & Eu Mesmo”.

A cada 3 meses aparece algum colega, principalmente do trabalho, querendo ser meu sócio em alguma coisa ou pedindo ajuda ... E eu continuo mentindo, nunca contando meus planos de IF, sempre me colocando no ‘time da Matrix’, ou seja, não troquei de carro pois estou apertado financeiramente, estou de olho numa cobertura com piscina, estou pagando dívidas para poder viajar ano que vem ao exterior. O problema é que não esta colando mais, sou o ‘cara do dinheiro’, o ‘guru dos investimentos’ e às vezes isto enche o saco, ao ponto de eu ir almoçar sozinho nos dias que estou sem paciência para mentir ou para rir das piadas sem graças de alguns colegas ‘Matrixianos’.

Mas, bom, voltando ao tema vai ...

Estou ansioso para poder dizer “sou financeiramente independente”, na verdade atualmente minhas rendas passivas já cobrem 3 vezes meus gastos fixos, mas ainda é muito pouco, pois preciso ter cobertura de mais vezes (10 vezes é o ideal, chegando a exatos R$ 10.000,00 mês planejados), pois assim seria a garantia de sobra de valores para reinvestimento, ou seja, continuo sempre aportando, mesmo que em menor proporção, elevando os rendimentos acima da inflação e reduzindo os riscos de ter que voltar a ativa quando me aposentar (se eu ficar sem trabalhar em nada).

Além disso, vamos falar a verdade: Esta Renda Passiva que cobre meus custos é variável e de alto risco, então não conto com ela ao ponto de pensar em aposentadoria.

Dediquei um bom tempo ao blog, é verdade, e já estou colhendo os frutos: Além de ter bons amigos, mesmo que ‘virtuais’ neste espaço, o número de acessos cresceu significativamente, o que me motiva a estar gerando mais conteúdo, mesmo sabendo que o nosso mundo de ‘poupadores e guerreiros do milhão’ é muito pequeno, bastando comparar com blogs de outros assuntos e logo entendemos o motivo da educação financeira ser assunto quase que desconhecido em nosso país.

Eu ganharia muito mais acessos se fosse um blog que ficasse postando fotos do andamento das obras ... Eu sei disto.

Anteriormente, eu tinha como meta só escrever novos posts quando o último atingisse 300 visualizações, o que levava praticamente uma semana ou mais, às vezes nem chegava a este número.

Atualmente, dependendo da hora que eu escrevo, esta meta pode ser atingida no mesmo dia, ou em dois dias no máximo.

“Mi mi mi – o VDC esta se achando o fodão”, nada disto. Apenas não me sentia capaz de manter alguém lendo o blog, pois p/ quem me acompanha desde o início deve ter percebido que meu modelo de enriquecimento é o mais chato possível, ou seja, Aporta, Reinveste, Aporta, aumenta a renda do Reinvestimento, tenta se promover no trabalho para aumentar o Aporte, busca receitas adicionais para Aportar mais. Eu não especulo, pois já tentei e não deu certo. Se tivesse um prêmio para o pior investidor de Daytrade eu seria o vencedor, com certeza.

O número de acessos diários já atinge de 800 a 1100 visualizações (topo máximo), até em dias que não posto conteúdo novo, o que é algo considerável, diante de nosso nicho de ‘poupadores’ e ‘interessados em finanças’, que é muito restrito.

Eu não sei o que vocês veem de interessante aqui, mas realmente me sinto feliz em dedicar parte do meu dia para pensar em conteúdos para o blog (que basicamente são focados na minha busca do milhão), e também para participar ativamente lendo e comentando no blog dos parceiros de luta.

Já aprendi muito nestes meses de blog ... E venho aprendendo muito com cada um de vocês.

Querem ver um exemplo? Eu leio muito pouco comparado a vocês e quero mudar isto.

Aos Anônimos: Criem seus perfis, comentem mais, postem sua história! É muito bom aprender, e valorizo demais cada comentário, cada crítica, cada troca de ideias. Isto nos faz crescer juntos!

Bom, eu nem ia escrever isto tudo acima, na verdade queria dizer um pouco do que estou fazendo: Parando de pensar demais, e colocando os planos em prática, ou seja, chega de teoria, vamos ver se dá certo no mundo real.

Pretendo e estou reativando a minha Renda Digital, mas de uma forma que seja escalável, ou seja, quanto mais eu investir, quanto mais eu trabalhar, maiores serão os meus ganhos.

Pode não dar em nada este trabalho? Financeiramente falando, já tive planos e testes executados que não deram retornos financeiros, mas ...

... Os retornos intelectuais, de aprendizado, são muito grandes!

Ainda não chegou a hora de revelar meus ‘dons digitais’, o que eu faço de tão especial para gerar a famosa ‘grana digital’ que todos buscam. É produto? É prestação de serviços? Só digo que a internet é muito vasta, e nas coisas mais simples podemos descobrir formas de monetizar o que fazemos.

É simples? Não. Gerou tempo e muito estudo de mercado e dos concorrentes. E um pouco de sorte também para ter prestado atenção nisto.

Batalhei muito, foram muitos testes, e digo que para mim a Renda Digital nasceu quase como um ‘acidente’, do tipo daquelas invenções onde o cientista errou os ingredientes e percebeu algo novo, mudando inteiramente seu foco de estudos.

Eu tentei fazer algo, com a criação de um site de prestação de serviços, quando decidi que finalmente era hora de trazer Renda Digital, e tive o prazer de ver um conhecido abandonando seu emprego, pois seu empreendimento digital havia dado tão certo que a renda já era acima do que ele ganhava trabalhando como empregado, e foi criado da forma que todos nós sonhamos: Gera dinheiro sozinho, bastando ter o dono acompanhando e gerenciando o negócio.

Eu sou muito competitivo, e não podia aceitar que eu não fosse bom o suficiente para tentar criar algo também. Sabe aquela inveja ‘boa’? Não de querer prejudicar, mas de ver alguém se dando bem e pensar: Poxa vida, o cara batalhou e conseguiu, vou fazer algo também! Se ele pode, eu também posso através de meu esforço!

Infelizmente devido a esta nossa necessidade de nos escondermos, afinal tentar ser rico no Brasil é quase um crime, não posso passar tantos detalhes, nem da atividade, e nem do que eu havia criado, mas, como eu trabalhava sozinho no meu site para todo o tipo de gerenciamento dele, eu no meu modo ‘preguiçoso’ de ser, acabei criando ferramentas que agilizavam o que eu fazia manualmente, tudo isto com o intuito de me dar mais tempo para fazer outras coisas ... E mesmo assim, meu site não gerava renda satisfatória, era uma luta para conseguir clientes que traziam migalhas.

Aí percebi o óbvio: As ferramentas que eu havia desenvolvido, os métodos, os processos, o aprendizado, valiam mais do que o meu site ... Não pensei duas vezes e me livrei do meu site, com lucro, com uma apresentação espetacular que fiz a um investidor de encher os olhos de lágrimas, e ele não pensou duas vezes p/ assinar o contrato e comprar todo meu legado ...

Voltando ao nosso blog: Eu sei exatamente a que horas postar caso eu deseje ter o máximo de visualizações num dia.

Eu sei exatamente como criar títulos que chamem a atenção para que eu consiga mais acessos, e mais ‘pageviews’.

Conheço um pouco de CEO (p/ quem é da área de TI nome bem conhecido) p/ inserir as palavras mais pesquisas e estar melhor localizado nas pesquisas do Google e em outros buscadores.

Poderia gerar mais monetização e acessos pelo blog? Sim.

Mas, acredite em mim caro leitor: Meu objetivo com o blog é totalmente distinto, aqui é o meu ‘barzinho onde tomo cerveja e me divirto com os amigos’, ou seja, um local que me sinto bem, que gosto de ler e participar da história de cada um, de entender como cada um busca o seu milhão, de ver o aporte, de ‘puxar a orelha’ quando necessário dos colegas, de parabenizar quando as coisas vão bem, de aprender perguntando as coisas meio envergonhado pelas perguntas ‘estúpidas’ (na minha visão) e tentar ajudar motivando quando as coisas vão mal.

Uma vez um cara postou no  blog do Corey chamando ele de ‘Rover’, e perguntando algumas coisas lá sobre enriquecimento e tal ... Aí um anônimo disse “O cara não sabe nem onde ele tá na internet, como que quer ficar rico deste jeito”? São coisas idiotas, mas eu morro de rir ... Talvez até daria um tópico, falar sobre estas pérolas que já li.

Voltando ao tema do post ...

Hoje, 13/06/2016, encerrei o planejamento base da minha ‘mini empresa digital’, e farei um teste diferenciado, tratando esta ideia como uma empresa mesmo, investindo em marketing (se necessário), e após pensar por vários dias, optei por um nicho específico que tem tudo a ver com o nosso momento atual de crise ... É aquela história, enquanto uns choram, outros vendem lenços, e eu testarei se consigo vender lenços, usando todo meu conhecimento, todas as noites após o trabalho que fiquei pesquisando, todos os domingos que fiquei enfurnado em casa testando, todas as férias que passei em casa buscando métodos de aumentar as receitas.

Infelizmente, mais uma vez, não consigo usar o blog a meu favor (ainda), pois eu realmente gostaria de compartilhar mais coisas sobre isto aqui, ajudar mais a galera, mas por enquanto não posso ... Ainda trabalharemos juntos, tenho certeza!

Fiquem tranquilos, pois estou pensando em vocês leitores, e em breve espero poder gerar algumas dicas que possibilitem que vocês entrem neste mercado promissor chamado internet, só preciso fazer meu negócio inicial dar certo, como já tive casos excepcionais de sucesso anteriormente, mas que tinham tempo de validade, ou seja, início e fim, então ainda não eram escaláveis e nem perpétuos.

O melhor deste tipo de negócio é: O investimento inicial é muito baixo, e você logo sabe se a ideia vai dar certo ou não. É como se fizéssemos uma pesquisa e já soubéssemos antecipadamente se vai colar ou não a ideia, caso não cole você pagou apenas a pesquisa mesmo e saiu feliz pois gastaria muito dinheiro em algo que não daria certo ... É o sentimento do Stop Loss para os grafistas experientes, ou seja, ‘obrigado senhor stop por não deixar eu perder muita grana’.

E isto é aplicável a qualquer negócio, seja você advogado, free lancer da área de TI, vendedor de celular, arquiteto, engenheiro, desempregado, vendedor de cachorro quente na porta de faculdade.

Hoje foi a ponta deste iceberg que comecei, após planejar, colocar no papel, e criei uma aba “Renda Digital” com meu plano de negócios dentro da própria planilha de “Controle Financeiro”, ou seja, foi criada para gerar renda mesmo e eu me lembrar todo dia, pois abrir a planilha diariamente é como tomar café da manhã, almoçar, não para olhar cotação, é claro, mas eu abro. Não sei explicar. Eu olho os números todo dia ...

Estou realmente animado ... Eu estou tentando mudar meu destino, gerar mais receita, me aposentar mais rápido.

Eu quero voltar no hotel que estive e saber que gerarei mais dinheiro através do meu trabalho virtual no dia comparado aos custos da diária do hotel.

E para isto amigos, só sendo muito sagaz e usando a internet a meu favor, com os conhecimentos adquiridos e que ainda aprenderei muito, e que por preguiça e procrastinação, eu parei de tentar, de brigar pela minha IF, desisti de uma vertente que gerar aumento de aporte, e todos sabem que na fase de acúmulo o que importa é o Aporte, quanto maior, melhor. E eu repetirei isto nos 300 posts que criarei posteriormente, se assim Deus o permitir.

Mais um projeto, mais chances de aprendizado, se tudo der errado e não conseguir monetizar a ideia, postarei aqui também: É meu compromisso com vocês. E a probabilidade maior é não dar certo mesmo rsrs.

Mas, diante de tamanha animação, não poderia deixar de escrever mais um texto, gigante como sempre (e eu jurava que seria pequeno desta vez), para lhes falar dos meus passos, nesta noite fria de segunda-feira.

Ps.: Amanhã tenho que trabalhar! Ah se eu fosse livre financeiramente! Ia acordar cedinho, tomar café, e voltar a trabalhar no meu projeto, infelizmente só retorno a ele amanhã às 20:30 da noite até às 23:00, pois o trabalho é de 08:00 às 18:00, a academia de 18:30 às 19:30, o lanche / jantar / banho até às 20:30, e aí sim começo a minha segunda jornada ...

Esta vendo por que eu quero ser livre? Eu quero trabalhar nas minhas ideias, perder tempo com meus testes, não ter hora para trabalhar. Acordar as 03:00 da manhã para anotar uma ideia, fazer um teste, ver como esta a minha ‘empresa’.

Durante um tempo, não tinha sensação melhor que acordar e já ler no celular a quantidade de renda gerada durante a madrugada, os novos pedidos, os orçamentos ...

Ps. 2: Os primeiros centavos de teste já foram captados ... É como se eu tivesse alocado R$ 400,00 num FII que me pagasse 1%, ou seja, gerados os primeiros R$ 4,00 ainda nos testes, mas vamos ver se conseguirei bater a primeira meta de faturamento: R$ 100,00 por dia ...

Tente, você pode! Estude, avalie, busque algo caro leitor! Todos nós podemos ser campões, mesmo não tendo nascido bonitos, gênios ou em famílias ricas! Acredite em você e ‘vamo que vamo!

Ps. 3: Não tem a ver com o tópico, mas me considero bonito. Acima foi só um exemplo (rsrs to zoando, VDC também é zoeira).

A imagem acima demonstra bem o meu entusiasmo e minhas chances de dar certo.

Um grande abraço e excelente semana.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO (E DE PROJETOS DIGITAIS TAMBÉM).

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Serei Livre Financeiramente! Quero Férias Sem Fim + Plano de Aumento dos Aportes p/ Encurtar o Caminho à IF ...

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!

As definições de Independência Financeira foram atualizadas!

Tive excelentes dias de férias, digo aos companheiros de luta que valeu cada centavo gasto, mas como é de praxe na minha vida, foi um passeio muito econômico, e o mais importante: Pago à vista (aproveitar sem dívidas, sem prestações posteriores).

Já estou pensando no próximo passeio que farei nas próximas férias, ainda este ano.

O que tenho a dizer sobre as férias: Voltei muito, mas muito motivado a buscar a Independência Financeira!

Nada justifica viver trabalhando um dia inteiro dentro de um escritório, enquanto podemos aproveitar a piscina durante a manhã e tarde, tomar um suco gelado no calor (ou uma cerveja p/ quem gosta), um café da tarde olhando as montanhas, descer num tobogã e cair dentro d’água, caminhar no meio da natureza, ficar atoa durante todo o dia, sem preocupações, sabendo que você esta vivendo e aproveitando a vida.

Amigos, estou decidido e escrevo este post para que eu sempre o leia quando ficar desanimado ou cansado com meus planos de aumento de renda, pois como sempre ressalto no blog na fase que me encontro, que é a de Acumulação de Patrimônio, nada supera a dobradinha Aporte (em valor) + Tempo.

Como não posso controlar a Rentabilidade que o mercado me proverá, eu focarei em aumento de Aporte.

Para mim estas férias foram como um prêmio, pois, após 10 anos de muita luta, muito trabalho, muita economia, como ressaltei no post anterior agora chegou a fase das pequenas recompensas, que irão aumentando gradativamente até o grande dia onde poderei dizer: “Sou financeiramente independente”.

E acreditem: Isto é possível, já consigo vislumbrar nem que seja uma parte desta chamada Independência Financeira que tanto buscamos.

Fico imensamente feliz de poder compartilhar neste blog estas sensações e desejos, pois de todos os que estão próximos de atingir o milhão ou que já superaram esta marca expressiva, sou aquele que possui os menores aportes, a menor renda mensal p/ investir, e não vou desanimar por isto, pois aos poucos com meus amigos Juros Compostos e Tempo a minha renda de Aportes esta crescendo a passos pequenos, mas constantes, e já há alguns meses eu venho vivendo apenas com os rendimentos dos Dividendos da Sociedade, posso assim dizer, pois esta renda já supera meus gastos mensais, incluindo os gastos fixos e os modestos gastos de lazer e saúde que tenho.

Os aluguéis recebidos nos Fundos Imobiliários, eu considero como Renda Passiva, mas não considero realizar saques p/ usar este valor (somente em alguma situação emergencial), pois preciso continuar alimentando os Juros Compostos com Novo Aporte + Reinvestimento.

Estive num resort conceituado, que já incluía as principais refeições do dia: Café da manhã, almoço, café da tarde e jantar.

Isto para mim foi excelente, pois sou uma pessoa que gosta de ter os horários e de fazer estas 4 refeições, excluindo talvez o jantar, que pode ser um lanche mais light.

Agora vamos para a parte prática, o que eu descobri com as férias é o que eu já sabia: Eu quero ser financeiramente livre, para poder viajar desta forma quando eu quiser, de um dia para o outro, sem preocupação com os custos, e com horários.

A minha parte Poupadora ainda me dominou algumas vezes, como no esquecimento do meu chinelo (fiquei com muita raiva de ter que pagar R$ 32,90 para comprar um chinelo Havaiana no hotel), e principalmente em algo que me deixa extremamente nervoso, mas que faz parte de hotéis: Não tem água próximo aos quartos, o que nos obriga a consumir garrafas de água ao custo de R$ 3,50 (neste hotel estava até barato).

O que meu espírito Poupador fez: Eu até levaria umas garrafas de casa, para economizar um ou dois dias, mas não o fiz.

No hotel, consumi 2 garrafas de água mineral (eu e minha esposa), e por duas vezes enchi as mesmas na academia do hotel, quando fui a noite. Faz parte #SomosPoupadores.

A continuidade da estratégia foi: Onde eu via um bebedouro, eu consumia água, mesmo sem sede.

A parte boa, já pensando na IF foi: Nem olhei o preço de refrigerantes, sucos e água mineral, que na hora do almoço / jantar eram quase que obrigatórios, diante de uma variedade tão grande de comidas e excelentes sobremesas.

Como havia estas 4 refeições, eu fiquei durante toda a estadia sem saber o que era fome, então nas idas às piscinas (externa / interna aquecida), não tomei nenhuma outra bebida (cerveja, refrigerante, drinks), e aproveitei bastante.

Mais uma excelente notícia:

O resort contava com muitas piscinas, e eu não sabia nadar, mas usando macarrões de piscina (sim, eu usei sem vergonha alguma, mesmo sendo velho) eu simulava os movimentos de natação, e minha esposa me ajudou um pouco com o básico da natação. Eu sou muito medroso com água, uma vez entrei numa piscina que dava pé e escorreguei e passei um susto, pois não conseguia equilibrar e ficar em pé, e agarrei desesperadamente meu colega, que me ajudou. Foi uma cena muito cômica, até hoje rimos disto. Felizmente havia poucas pessoas na piscina e no clube naquele dia.

Na última viagem que fiz (da lua-de-mel) eu pratiquei bastante a natação usando os macarrões, mas nunca entrava na piscina sozinho, realmente o medo da água tomava conta de mim.

Só que neste hotel não havia mais que 3 macarrões de piscina, e eu vendo a possibilidade de ir à piscina e não ter macarrão decidi confiar na minha esposa (que nada muito bem, por sinal), e pedi a ela pra ficar perto, pois eu iria tentar nadar sem o macarrão, da mesma forma que eu fazia usando ele ...

A surpresa foi: Apesar de nadar todo desengonçado, eu consegui nadar poucos metros, e perdi totalmente o medo de não conseguir ficar de pé na piscina, pois mergulhar já não era um problema, aprendi a boiar e a subir facilmente, usando as mãos e os pés ... Agora já não tenho medo da ficar na piscina.

Amigos, até de costas eu consegui nadar, gravei até vídeos para mostrar aos meus familiares.

E depois que peguei esta confiança, me arrisquei no tobogã, que era bem alto, e este foi um dos dias mais felizes da minha vida!

Devo ter escorregado umas 30 vezes, sem brincadeira, igual um menino, descia, e subia correndo para descer novamente.

É como se eu estivesse aproveitando muita coisa que eu não pude aproveitar na minha infância, e isto é muito bom.

O resort estava vazio, só havia eu e minha esposa na piscina externa, melhor época para viajar.

É um orgulho para mim saber que a viagem toda, com tudo do bom e do melhor, teve um custo baixo (para as minhas condições atuais), ou seja, não alterou nada no meu portfólio e paguei ela somente com uma das Rendas Passivas que recebo mensalmente.

O mais legal disto tudo é saber que ‘Aprender a Nadar’ era uma das minhas Metas Pessoais de 2016, e a realizei naturalmente, ou seja, numa piscina que dê pé, ou seja, abaixo de 1,60 eu já não morrerei afogado (sempre preocupe e mitigue riscos contra a sua vida).

Pretendo melhorar ainda mais esta parte da natação, mas falarei no tópico Saúde mais abaixo.

Voltando à parte financeira, que rege este blog:

Eu preciso atingir a Independência Financeira. Ponto.

Há três maneiras para que eu faça isto, no meu entendimento atual:

1)      Continuar trabalhando na empresa onde estou, aportando e vivendo de forma simples, como já venho fazendo. Tempo para a IF: 10 anos.
2)      Continuar trabalhando na empresa onde estou, aportando e vivendo de forma simples, aumentando as receitas mensais para aumentar proporcionalmente o Aporte. Tempo para a IF: 6 anos.
3)      Buscar um novo emprego que pague mais, pela experiência e currículo que tenho, vivendo de forma simples e aumentando as receitas mensais para aumentar proporcionalmente o Aporte. Tempo para a IF: 4 anos.

Não realizei cálculos, apenas ‘chutei’ alguns números, mas dá para ter uma noção de que, se eu buscar aumentar o meu Aporte, o tempo necessário para atingimento da Independência Financeira será menor.

Como sou moderado, provavelmente o cenário escolhido será o número 2: Renda Digital.

Esta na cara, é o óbvio, mas eu estou procrastinando e sendo um ‘mi mi mi’ chorão, pois parei de criar, pois ‘já faço demais’.

Senhor Viver de Construção, vá se F*&%&%%$%¨#¨!!!

É isto mesmo, desculpem pela frase, mas eu me tornei um ‘mi mi mi’ na Renda Digital, pois desisti, estou sendo fraco, parei de fazer aquilo que mais eleva os meus rendimentos, simplesmente por preguiça, procrastinação, para dar mais atenção aos blogs e ficar lendo bobeiras na internet (e algumas vezes estudando outro idioma e treinando o inglês, isto pelo menos é válido).

Ou seja, agora é ‘faca na caveira’, ‘sangue nos olhos’, o ‘bicho vai pegar’, ‘ou vai ou racha’.

Vou voltar a ser eu mesmo, testando mídias, ferramentas, programando sistemas, automatizando rotinas, ou seja, usando todo meu conhecimento digital para gerar dinheiro para mim.

Quem sabe, eu não consigo monetizar algumas ideias, inclusive com este humilde blog?

Tenho algumas ideias que envolvem o blog, tenho outras separadas só para mim, mas o importante é: Estou cheio de ideias e testarei uma a uma, mas, desta vez, farei um planejamento completo, definindo os riscos e criando os planos de mitigação, serei mais inteligente que meus concorrentes, farei algo novo, diferenciado ...

Serei frio, planejarei cada passo, plano B, investirei em testes, comprarei o que eu precisar, e vou montar meu império digital, ou pelo menos voltar a ganhar mais dinheiro por dia do que ganho no meu próprio trabalho, mas de forma escalável e principalmente mais certa, pois varia muito e enfrento muitos obstáculos, e quero estar preparado para todos eles.

Eu serei este cara aqui fazendo planos ...



Para que não assistiu, totalmente recomendo assistir a série Prison Break, e conhecer o personagem Michael Scofield, um gênio da estratégia, do planejamento, pelo menos na ficção, e que serve de inspiração para meus planejamentos.

Como o post já ficou muito extenso, deixarei dois assuntos que queria comentar para o próximo post (algo como “Lute por si mesmo, Defenda seus Direitos, Não deixe ninguém lhe abater”).

Rápida Atualização:

Fundos Imobiliários:

Entendam este conceito (eu estou começando a entender) e apliquem a sua vida de investimentos (não somente em Fundos Imobiliários):

Da máxima do meu investimento (o que saiu do meu bolso) ao que valorizou as cotas dos FIIs + Aluguéis, eu cheguei a R$ 17.000,00 de lucro, ou seja, um percentual de 17% pelos cálculos que fiz.

Ontem, este valor máximo de lucro havia caído para R$ 15.000,00, ou seja, em termos de Valorização das Cotas + Aluguéis houve um recuo onde minha rentabilidade caiu de 17% p/ 15% positivas.

Neste mês, até a próxima semana, eu receberei de aluguéis estimados R$ 1.188,00, o que com os Reinvestimentos elevará este percentual de lucro de 15% para 16% ...

Estão entendendo que porr*&¨% é esta? SÃO OS JUROS COMPOSTOS  + TEMPO. Eles são muito foda! São a maior força do universo, como disse Einstein!

Se eu que sempre fui um péssimo investidor em Renda Variável posso dizer que saí de um prejuízo de quase 20% para um lucro de 15%, amigos, vocês também podem! Acreditem em mim!

Acreditem também em vocês, na força do Aporte, na força do Tempo e esqueça a Rentabilidade. Acima foi apenas um exemplo, para mostrar que eu não me preocupo mais com a negociação diária, neste momento mesmo que posto, as cotas dos meus FIIs estão em negociação na bolsa, e eu não estou nem aí, pois o que importa é o longo prazo, então não faz sentido ficar acompanhando cotações no Home Broker.

Próximo Aporte: Irei de MXRF (Maxi Renda), pois irei aumentar posição até 5K neste FII. Na fila estão SDIL, BPFI, NSLU, AEFI, e surgiu novo candidato, que nem citarei pois já preciso comprar muitos FIIs. Somente após fechar minhas compras pensarei em novos FIIs.

Mês a mês, na divulgação dos resultados dos FIIs, eu acesso um a um e vejo quanto será distribuído no mês corrente:

Surpresas Positivas: BRCR (ainda aguardarei mais distribuições para voltar a comprar BRCR, que apresentou resultado muito bom, de R$ 0,85 por cota, mas, precisamos entender se isto é rendimento real ou se é rendimento + queima da gordura da amortização).  Os fundos de fundos também surpreenderam positivamente com excelentes rendimentos: BPFF e BCFF. Posteriormente pretendo comprar mais cotas destes fundos de fundos.

Surpresas Negativas: EURO e FEXC. Desocupação no EURO e o FEXC nem olhei o motivo, mas veio menor o valor dos aluguéis comparados aos rendimentos do mês anterior. Absolutamente normal isto ocorrer. Segue o jogo.

Percentual da rentabilidade da minha carteira esta em 1,09%, devido à papelada que incluí para contrabalancear tijolos. Como sempre digo, apenas informativo, na fase que estou o que importa é o Aporte.

No geral, no mês anterior eu havia reclamado da redução de pequenos valores em cada FII do meu portfólio, neste mês 85% dos FIIs tiveram pequenos ajustes para cima, o que contribuiu para uma renda passiva esperada de R$ 1.188,00 nos FIIs ... Rumo aos R$ 1.500,00 e após rumo aos R$ 2.000,00! Vem comigo Juros Compostos! E não deixem os FIIs serem taxados, pelo menos não este ano!

Saúde:

Eu estou indo até bem, mas estes dias no resort eu comi muito, pois a variedade era alta e havia muita coisa gostosa, mas, tentei maneirar, ou seja, equilibrar as coisas. (Colega Rato Investidor, segui suas dicas, sai da dieta e comi bastante!).

Na academia, realmente estou gostando de ir, e já começo a ver pequenos resultados.

Profissional de TI, em geral, fica com os ombros mais caídos (posição de trabalho, preciso melhorar), e já notei diferenças na postura, com os exercícios passados.

Preciso definir uma melhor alimentação, cortar biscoitos recheados e outras guloseimas, ao final das férias na próxima semana pensarei em algo, ou irei a uma nutricionista mesmo.

Voltarei ao futebol ... Que se danem os custos, eu quero viver agora que cheguei aos 30 anos, e além da academia continuarei a jogar futebol (duas vezes por semana) e pretendo incluir natação também. A meta é fazer exercícios todos os dias.

Estou confiante de manter estas atividades pois acredito firmemente que aumentarei minhas receitas com os ganhos da Renda Digital, e estes cobrirão este pequeno aumento de custos fixos.

Em breve farei exames de sangue, urina e fezes, para ver se esta tudo dentro da normalidade.

Também nas próximas semanas, após a extração do dente siso, terei que fazer uma outra pequena cirurgia no dentista, para fins estéticos, e isto me consumirá uns R$ 350,00.

O próximo passo será um clareamento dentário, isto se o dentista não indicar que eu use aparelho nos dentes de 12 a 18 meses ... Já usei, foi péssimo, vou pensar muito, mas, estou aberto a procedimentos que melhorem a minha saúde e beleza, mesmo sendo casado é preciso manter o corpo em dia.

O controle da saúde passará a ser mais rígido daqui para frente.

Bom, acho que no geral contei tudo, mais um texto gigante como sempre, mas é isto aí! Atualização feita.

Um grande abraço e excelente final de semana!

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

domingo, 5 de junho de 2016

Novo Aporte de Junho + Equilíbrio Financeiro - Iniciando a Parte 2 no Plano de IF

Bom dia Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Já estou curtindo merecidas férias, e aos poucos mudando a minha filosofia de vida de apenas poupar, poupar e poupar.

Digamos que eu tenha cumprido 1/3 da minha missão financeira, sendo estes 10 anos os mais importantes e duros, pois começar do zero, com menor salário, é muito complicado, e levou muito tempo para se ver resultados deste árduo trabalho.

Qual deve ser o meu foco agora?

O mesmo. Nada muda. Mas, adicionei o equilíbrio na parte financeira, ou seja, não serei espartano ao ponto de deixar de sair para aportar, e também chegou a hora de cortar algumas leis que eu havia criado internamente, como “não sair durante dias úteis” e outro como “ou eu saio na sexta, ou no sábado, ou no domingo”.

Por exemplo, nestas merecidas férias tive o prazer de visitar um restaurante japonês na noite de ontem (sábado), pela primeira vez em minha vida.

Na sexta-feira, decidi almoçar num restaurante mais caro, felizmente descobri que havia cartão de desconto nestes sites de compra coletiva, o que foi ótimo, pois o desconto era de 30%, e mesmo com a compra deste desconto a conta ficou ‘salgada’, mas não tão salgada p/ quem já tem uma renda líquida entre R$ 9.000,00 a R$ 10.000,00 mês.

Hoje almoçarei fora mais uma vez, quero um bom churrasco e vou em busca de um bom restaurante, próximo a minha casa.

Como já falei no blog anteriormente, em 10 anos de trabalho eu nunca gastei nem a metade da minha renda mensal comprando coisas para mim, e ainda tirarei um mês onde gastarei toda a minha renda líquida mensal, ainda não sei quando, mas farei isto pelo menos um mês da minha vida. E a cada dia vem ficando mais difícil fazer isto, pois a renda continua aumentando, o que é muito bom.

Vejam também que a cada dia a parte financeira da minha vida passa a estar mais simples, e passa a ser uma preocupação menor, pois é como se antes eu tivesse que trabalhar pelo dinheiro, sendo eu o único empregado, e agora com o crescimento do portfólio é como se eu tivesse contratado um estagiário e mais um empregado, que passam a tomar conta de certos detalhes financeiros para mim.

Em outras palavras, eu já não trabalho sozinho, meu dinheiro esta trabalhando por mim.

Estou gostando muita desta fase, sinceramente.

Ainda sobre a parte financeira, eu não quero influenciar ninguém dizendo qual o melhor tipo de investimento, pois na minha visão não há melhor tipo de investimento, e sim investimentos que são melhores para cada tipo de pessoa.

Eu não me dou bem com ações (ainda). Pretendo voltar em algum momento? Talvez. Se fosse para comprar algo, definitivamente seriam bancos.

Eu estou me dando super bem com Fundos Imobiliários, e não se trata apenas da questão da valorização das cotas atualmente.

Apesar da tristeza nas palavras dos meus posts na fase de baixa dos FIIs, consegui manter o plano, não aportei, mas não vendi as cotas, e isto me mostrou que conseguirei manter e seguir o plano, a qualquer custo, em prol do longo prazo, pois FIIs tem uma importância muito grande na fase da aposentadoria financeira (no momento, estou em fase de acumulação).

No fechamento de Janeiro deste ano, eu tinha cerca de R$ 103.000,00 considerados líquidos (FIIs + Dividendos da Sociedade). Atualmente, este número se elevou para R$ 167.000,00, fruto de valorização + aportes + reinvestimento das receitas criadas por ambos os investimentos. 

Em julho de 2015 eu tinha R$ 205,00 de renda passiva em FIIs. Atualmente estou com estimativa de recebimento de R$ 1.150,00. E pretendo trabalhar forte para ver este número crescer ainda mais.

O que até o momento ficou bem claro para mim é que em investimentos, devemos manter o foco, e evitar muitas movimentações no portfólio.

Era isto o que sempre fiz nas construções e juntando capital através da poupança, ou seja, eu não ficava comprando e vendendo lotes, ou alocando o dinheiro da poupança em vários outros investimentos, eles simplesmente ficavam lá, quietos, parados, e com o tempo foram aumentando.

Não resta dúvidas que é isto que eu farei daqui para frente.

Um pouco sobre os pontos chave do blog:

1 – Fundos Imobiliários

Eu havia descrito que tentaria manter os aportes somente ao dia 20 de cada mês, onde eu recebo os aluguéis e faço reinvestimentos.

Após uma breve análise, optei por manter dois momentos de compra: A primeira semana útil do mês, onde caem as minhas maiores rendas (Salário + Dividendos da Sociedade), e no dia 20 de cada mês farei os reinvestimentos, assim no mês seguinte já receberei esta receita da compra no dia 20.

Para este mês, eu fechei meu investimento em RNDP (pote cheio – 5K) e comecei a encher o pote de MXRF. O que sobrou na corretora, o troco, comprei de FFCI11.

O total do aporte foi de R$ 4.500,00, pois manterei um valor adicional na poupança p/ a viagem (já esta tudo pago, mas sempre ocorrerá algum valor adicional), e com reinvestimento de R$ 1.000,00 e pouco com os aluguéis, é um aporte fortíssimo, pelo menos para a minha situação financeira eu considero forte.

Na fila dos aportes (em estudo) estão BPFI11, SDIL, NSLU (este já tenho cotas, mas a cotação subiu muito em relação ao VP / Yield, apesar de não considerar o preço como citei, estou deixando ele no final da fila, visto que os demais FIIs na fila de aporte apresentam melhor Yield no momento).

Entrou na minha fila de aportes também um FII que já tenho, mas que alocarei mais capital, que é o AEFI.

Como gosto de analisar boas recomendações de quem realmente entende o que esta fazendo, assim que fechar a minha alocação de aportes nos FIIs que já estudei e já estão planejados (descritos acima), pretendo analisar melhor uma entrada do Mestre dos Dividendos em CBOP (já gostei dos contratos atípicos, exceto com a Azul Linhas Aéreas), e dependendo do momento pode ser mais um FII a ser adicionado ao Portfólio do VDC.

O que mais pretendo analisar e aumentar posição (meu apetite por FIIs nunca acaba, impressionante) são em dois Fundos de Fundos, e KNCR, todos estes já tenho poucas cotas, e aos poucos aumentarei posição.

2 – Obra

Algumas pessoas ligaram para saber mais detalhes da casa e do preço, recebemos uma cliente que avaliou a casa, mas acredito que a casa esta num valor acima do que ela pode pagar.

Pretendo intensificar os trabalhos p/ a venda da casa, e uma pequena queda no valor da casa talvez seja interessante, para que eu venda uma unidade e já planeje a compra de outro lote, possivelmente no mesmo bairro que construí.

Juntando aos R$ 9.000,00 e pouco de renda líquida mensal, eu iria subir a renda passiva para R$ 14.000,00 mensais ... Às vezes é até difícil imaginar que eu tive a capacidade de conseguir valores como estes em tão pouco tempo (10 anos), começando com um salário de estágio de R$ 600,00, e tendo o primeiro salário no ano de 2007 de R$ 1.700,00, pagando faculdade que na época começou em R$ 600,00 por mês, além de estacionamento, alimentação, gasolina e demais gastos pessoais.

Se adicionar um trabalho adicional na Renda Digital, eu poderia chegar a R$ 15.000,00 ou até mais, dependendo da intensidade do trabalho.

Caros colegas, vejam bem: Imaginem o que R$ 15.000,00 de renda líquida mensal fariam no meu portfólio, sabendo que eu teria no mínimo R$ 12.000,00 ao mês para reinvestir ... É fantástico pensar nisto, mas, isto ainda esta longe de ocorrer, pois pretendo continuar construindo para vender, então esta renda de quase R$ 5.000,00 permanecerá imobilizada, mas, quando as casas forem vendidas, por algum tempo elas gerarão renda passiva, seja na Poupança ou em Tesouro Selic, pois num investimento de construção, que demorará pelo menos 8 a 12 meses para ser encerrado (desconsiderando o tempo de venda), o montante total ficará aplicado gerando juros até ser totalmente consumido pela obra.

3 – Dividendos da Sociedade

Esta modalidade de investimento, a mais arriscada de meu portfólio, continua gerando bons frutos e me dando pouca dor de cabeça.

Se eu encontrasse um terceiro cliente, no mesmo nível dos dois atuais (conhecido boa família, de caráter e buscando crescimento da empresa), seria muito bom.

Este investimento é o que mais eleva a minha rentabilidade e o principal: Propicia um aumento de aporte muito forte, o que é o que guia meus investimentos na fase de acúmulo (aporte alto, quanto maior, melhor).

4 – Saúde

Continuo firme e forte na academia, são poucos dias que fui, mas o principal nesta fase é criar o hábito de estar presente lá.

Comecei até a gostar um pouco, são 6 dias apenas que fui, mas incrivelmente já sinto uma pequena diferença no corpo, e começo a ter uma própria sensação do corpo de querer ir à academia, e espero que esta sensação aumente ao ponto de não ser uma rotina chata ir à academia, e sim uma atividade prazerosa.

Sobre o futebol, ainda estou pensando se continuo jogando ou não, caso eu decida não jogar, gostaria de acrescentar pelo menos 2 dias por semana de natação, pois seria próximo ao valor que eu gastaria jogando futebol duas vezes por semana.

Não estou preocupado com os valores que gastarei para manter estas atividades físicas, pois a Saúde faz parte do investimento na Independência Financeira, e não deve ser tratado como uma despesa fixa, e sim como investimento mesmo.

Precisarei também melhorar a alimentação, a segunda parte do plano de saúde.

4 – Renda Digital

Cansaço e procrastinação. Isto é o que vem ocorrendo comigo nesta parte.

Aqui é onde eu posso me tornar rico de verdade e acelerar a minha Independência Financeira, mais do que comprar franquia, mais do que construção, se eu souber fazer o certo e investir pesado como se fosse uma empresa.

Como disse nos primeiros posts, se houve uma fase que me senti rico por alguns dias, foi através deste investimento.

Lembro bem dos dias que e ganhava de R$ 700,00 a R$ 1.400,00 (isto mesmo, por dia), durante 20, 30 dias ... Agradeço muito a este investimento por ter aumentado meu patrimônio.

Acontece que a fonte secou e eu não me reinventei, principalmente por ter menos tempo do que meus concorrentes para conseguir competir (a maioria parece que nem trabalha, só vive disto, e eu trabalho durante todo o dia).

É aquela máxima que diz que “quem trabalha demais, não tem tempo de fazer dinheiro”, e concordo com ela.

Tenho uma ideia mediana e uma grande ideia, só preciso ter o mesmo foco e determinação para planejar e colocar em prática, e preciso fazer isto, preciso parar de procrastinar esta parte e conseguir arriscar.

Se der errado, tudo bem, eu tentei ...

Já fiz um investimento uma vez, nesta mesma parte digital, onde tive muito trabalho e retorno pífio.

Acabei vendendo tudo o que desenvolvi, e consegui um lucro de 200% sobre os gastos financeiros que tive, e foi justamente neste tanto de trabalho que tive que criei o que se tornou a minha segunda fonte geradora de receitas.

Os valores estão tão consideráveis, que lembro que os Dividendos da Sociedade que eu fazia foram cancelados, pois o risco deles era alto e eu não precisava mais me arriscar por aqueles valores, pois já ganhava muito na Renda Digital.

Assim como o sonho do Daytrade, este foi um que me fez pensar em abandonar o meu emprego, pois eu já ganhava algo próximo ou em meses até a mais do que meu salário.

Eu poderia ser um Soulsurfer (blog Pensamentos Financeiros) com este tipo de investimento, se der certo, viajando e conhecendo o mundo, pois as receitas continuariam engordando meu portfólio numa velocidade maior do que os gastos com a viagem.

Pretendo dar menos foco aos demais investimentos e tentar focar na Renda Digital.

Por incrível que pareça, uma das coisas que me fizeram ter menos tempo para estes testes e experimentos foi justamente conhecer a Blogosfera de Finanças, pois, tenho no máximo dois amigos onde posso discutir sobre finanças, pois com a maioria dos demais sou considerado um “anormal”, afinal investir 100% do salário na minha idade, ter renda passiva, ser casado e sem dívidas, ter um apartamento quitado no bairro onde moro e andar de carro mais antigo me fazem ser totalmente diferente da maioria, o que me faz ser motivo de chacotas ou de ser o “guru dos investimentos” quando falamos de finanças.

Gosto muito de ler e acompanhar a trajetória de cada um dos blogs, gostaria muito de participar de algum ranking, mas ainda não tive espaço nem no blog do Pobretão de Vida Ruim, que realiza um resumo do pessoal que participa, e também do blog do (neste não uso as planilhas do Além da Poupança, mas prefiro mesmo usar meus controles, mais simples para mim).


Um grande abraço e excelente domingo.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares